Ao tratar sobre a depravação espiritual da raça humana o Apóstolo Paulo declara que nenhuma alma será justificada pelo cumprimento das obras da lei.

A natureza pecaminosa do ser humano não é capaz de obedecer a Lei de Deus, não é capaz de seguir aquilo que Deus deseja. É só você olhar para o mundo e ver o que acontece quando o homem tenta viver longe da graça de Cristo.

Conforme o Apóstolo escreve o propósito da Lei é somente para evidenciar a depravação e a incapacidade humana de fazer a Vontade de Deus (v. 19). Os desejos humanos e toda sua mente, quando longes de Deus, estão completamente permeados de rebelião, iniquidade e ódio por tudo aquilo que se refere ao Senhor.

Somente com a graça de Cristo, com a regeneração de nossa vontade e com a transformação de nossa consciência somos capacitados, pelo Santo Espírito, para viver em paz com a Santa Vontade de Deus. Mas isso ocorre sem as obras (v. 28) é pela graça por meio da fé (Efésios 2.8).

Não importa quantas boas ações alguém faça, ou quão honesta a pessoa seja, Paulo é claro, não há um justo sequer (vv. 10-18). O padrão de justiça de Deus não é definido a partir da nossa perspectiva, mas a partir de Sua própria Pessoa.

Hey, ninguém será justificado pelas obras ou pelo cumprimento da Lei, mas pela justiça de Cristo Jesus. Em Cristo a justiça exigida por Deus foi cumprida e, por meio da fé, Deus imputa em nós a justiça de Cristo.

Que Deus lhe abençoe.