Ao tratar sobre a liberdade cristã o Apóstolo Paulo relembra os irmãos da Igreja em Roma que o Reino de Deus não diz respeito à coisas materiais, mas a princípios eternos, justiça, paz e alegria.

Quando falamos de alegria e/ou felicidade sempre associamos à circunstâncias específicas, estou feliz porque passei no vestibular, comecei um emprego novo ou conquistei a casa própria.

O mesmo se aplica à alegria, à forma como vivemos nossos dias, sempre associamos a alegria a algum outro motivo.

O que Paulo nos ensina é que o Reino não diz respeito às coisas materiais e, na mesma proporção, também não opera como o mundo.

Para o Apóstolo a alegria cristã não apenas independe das circunstâncias, pois provém do Espírito Santo, mas também é eterna e duradoura, pois ele a associa como sendo a expressão da manifestação do Reino de Deus.

Em nossa visão limitada muitas vezes condicionamos a nossa alegria ao que possuímos ou ao que conquistamos, enquanto deveríamos associa-la única e exclusivamente ao Espírito Santo.

Quando compreendemos isso seremos cheios de uma alegria inabalável e de completa satisfação e realização nEle.

Que Deus lhe abençoe e até segunda-feira em mais um #LittleDevocional.