O Apóstolo Pedro nos chama para lançar sobre Jesus a nossa ansiedade, o próprio Mestre havia lhe ensinado que ele não deveria sofrer pelo dia de amanhã (Mateus 6.34), pois o Pai eterno em tudo cuida de Seus filhos.

E se pararmos para pensar quantas vezes nos entregamos ao desespero e nos esquecemos que Deus está no controle de todas as coisas? Às vezes deixamos que nossa ansiedade suprima a nossa fé e nos faça esquecer que temos um Pai gracioso e bondoso que cuida de nós.

George Müller, certa vez disse que “O começo da ansiedade é o fim da fé”. Pode parecer até prepotente afirmar que a ansiedade anula a fé, mas se analisarmos a história de Müller perceberemos que ele tinha tudo para ser o homem mais ansioso do mundo.

Müller, ele ficou conhecido como o "pai dos órfãos", manteve orfanatos que chegaram a abrigar milhares de crianças. Seu lema de vida era confiar apenas na oração e na provisão de Deus, por isso ele nunca contava a ninguém suas necessidades pessoais, inclusive quando faltava alimento para as refeições do orfanato.

No entanto, mesmo quando tudo parecia sem saída, Müller vencia as suas necessidades e as das milhares de bocas famintas de joelhos e com fé.

Quando deixamos a ansiedade tomar conta de nosso coração paramos de olhar para Jesus e passamos a olhar para nós mesmos, para nossa pequenez e fraqueza diante da adversidade.

Hey, o Deus de Müller é o mesmo Deus seu e meu, Ele não mudou e jamais mudará. Apenas lance sobre Ele a sua ansiedade, pois Ele já tem cuidado de você!

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.