Depois de tratar acerca da volta do Senhor Jesus e da nossa reunião com Ele nos ares, o Apóstolo Paulo chama os irmãos de Tessalônica para tomarem esta esperança como fonte de consolo e alegria.

Vivemos em um mundo de dor, desespero e maldade, todo dia o noticiário apresenta um derramamento de sangue diferente, as incertezas que pairam sobre o amanhã tornam o horizonte sombrio, amedrontador.

No entanto, nossa esperança não deve estar alicerçada em nossas forças, capacidades ou expectativas neste mundo, mas na promessa de Jesus feita antes de subir ao Pai de que voltaria.

Muita gente tem medo de estudar escatologia, o fim das coisas, mas não há como ter um cristianismo saudável sem ter uma fé que seja escatológica, uma fé que aguarda ansiosamente o retorno do Mestre.

Toda dor, toda angústia, desespero e desilusão provocados pela vida açoitada diariamente pelas consequências do pecado são colocados em seu devido lugar quando, pacientemente, aguardamos o cumprimento da promessa.

Pois quanto mais olhamos para o futuro eterno, mais percebemos que nossas dores aqui são passageiras.

Por isso, aguente firme, console seu coração com a certeza de que, muito em breve, o Senhor rasgará nosso Universo em glória para, de uma vez por todas, estabelecer Seu Reino Eterno entre nós.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.