Todo mundo procura a paz, talvez ela seja o maior anseio humano e, em contrapartida, o menos alcançado. A. W. Tozer escreve que, ao remover Deus do centro, o ser humano desestabilizou tudo o que o Senhor havia criado.

Antes Deus era o centro da vida e nEle encontraríamos tudo o que precisássemos, porém agora, longe de Deus, o homem se esforça em uma corrida sem fim para preencher o vazio que há em seu coração.

Somente Jesus pode nos conceder a paz, e Ele nos dá gratuitamente. Sempre ouvimos falar na paz, mas uma paz que depende de armas, de guerra, de luta, de sangue e de dor. Paz armada não é paz!

A paz que Deus nos dá excede todo o entendimento, excede qualquer tentativa de explicação, Ele nos dá a verdadeira paz, a paz que não depende de nada externo para existir. Podemos estar no meio de um turbilhão, no meio da guerra, envoltos pela morte, mas mesmo assim somos capazes de confiar e descansar em Deus.

Não tema e nem se assuste com as circunstâncias, lembre-se do que Jesus nos disse pouco antes de enfrentar os momentos mais terríveis de Sua vida na terra: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”.

Descanse na paz do Senhor Jesus. Até amanhã em mais um #LittleDevocional.