Ao tratar acerca da justificação pela fé e que a salvação não provém de nossas obras, mas sim da nossa confiança na obra de Jesus Cristo, o Apóstolo Paulo declara que Deus, quando ainda estávamos fracos, entregou Cristo Jesus para morrer (v. 6).

Muitas vezes não paramos para pensar no que realmente significa o fato de Jesus ter morrido em nosso lugar. Mas vamos tentar compreender, mesmo que superficialmente.

Quando Jesus estava a caminho do Gólgota não era apenas a cruz que lhe foi colocada sobre os ombros, mas também os pecados de toda humanidade, em todas as eras. Não apenas os pecados que você cometeu ontem e hoje, mas também os que você irá cometer amanhã.

Jesus, o Deus vivo, agora estava completamente deformado pela transgressão humana, estava pagando o preço da morte por algo que não cometeu e, pela primeira vez, estava sentindo a separação que o pecado provoca entre o homem e Deus.

Mas por quê? Por causa do amor de Deus por nós e pela Sua criação, o Apóstolo Paulo declara que alguém pode até concordar em morrer por alguém que seja justo, com toda certeza existem pessoas que morreriam para salvar a vida de outra.

No entanto, Jesus morreu enquanto todos nós estávamos mortos pelos nossos pecados para que, uma vez vivificados pela Sua morte, nos tornemos participantes da glória eterna.

Hey, Cristo morreu enquanto estávamos em pecado para que, uma vez limpos por Ele, sejamos salvos da Ira (Romanos 5:9).

Confie nesta verdade!Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.