Paulo está perplexo, a Igreja que ele havia plantado na Galácia corria sérios riscos de se desviar da Sã Doutrina abraçando um "evangelho" legalista.

Diante deste perigo iminente o Apóstolo então relembra os irmãos que o Evangelho de Cristo nos isenta de cumprir a Lei, uma vez que a justiça de Cristo nos é imputada por Deus através da fé. Alcançamos a salvação não por nossas forças, mas pela força de Cristo.

A Lei mesmo sendo imperfeita e incapaz de justificar o homem serviu como um aio, tutor, que conduziu até Cristo e, uma vez que Ele cumpriu toda a Lei, a Sua obediência nos é imputada pela fé.

Paulo relembra os irmãos desta verdade e afirma que Deus, ao enviar Cristo Jesus e nos justificar nEle, nos adota como filhos.

Assim como Isaque foi concedido por Deus a Abraão tornando-se o filho da promessa, assim também nós, em Cristo, fazemos parte da promessa feita por Deus ao patriarca que nele seriam benditas todas as famílias da terra.

Somo filhos da promessa, herdeiros juntamente com Cristo (v. 7) e cheios do Espírito de Deus que clama "Aba, pai" (v. 6). Não despreze essa infinita e insondável graça de Deus concedida a nós e não pense que é por obras, por guardar dias, meses ou tempos, que seremos salvos.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.