[Little Devocional - #127] "Não ame o mundo"

"Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre" (1 João 2:16,17)

O Apóstolo João após tratar sobre o amor fraternal muda abruptamente o assunto de sua carta e passa a orientar a Igreja para que ela não ame ao mundo (v. 15).

O conceito de mundo apresentado pelo Apóstolo não se trata da natureza criada por Deus, mas do sistema organizado que se rebela contra Deus, das ideologias anticristãs e de tudo que se levanta contra a Palavra do Senhor.

Diante deste sistema organizado o Apóstolo João nos chama para rejeitá-lo, abandoná-lo completamente. E, conforme destaca Charles C. Ryrie em seu comentário de 1 João [1]: "O mandamento não é 'não o amem demasiadamente', mas 'não o amem de modo nenhum'. Não deve haver meio termo!

Mas qual o motivo deste alerta? O Apóstolo nos apresenta dois motivos, o primeiro é que ao amar o mundo estaremos amando aquilo que não provém do Pai, mas do mundo (v. 16) e, sobre isso, Jesus já nos alerta: é impossível servir a dois senhores (Mateus 6:24).

O segundo motivo é que, por não ser do Pai, as coisas deste mundo não permanecem para sempre. Enquanto aquele que faz a vontade de Deus permanece eternamente, os que seguem a vontade e os caminhos deste mundo estarão eternamente perdidos.

Por isso, somos chamados pelo Senhor para rejeitar tudo o que o mundo ama, pois somente assim permaneceremos eternamente.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.

...

[1] RYRIE, Charles C. Comentário 1 João. Comentário Bíblico Moody: volume 2. 2 ed. São Paulo: Batista Regular do Brasil, 2017. pag. 952