Nem tudo me convém

“Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” — 1 Coríntios 6:20

📖 Medite

Não é raro alguém repetir a célebre frase do Apóstolo Paulo: “todas as coisas me são lícitas”. Há quem a utilize como argumento

alguns a utiliza para fornecer um argumento às suas ações, mas o que poucos fazem é analisar o porque todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas me convém.

O fato de não ter o direito de fazer qualquer coisa se encontra em minha posição diante de Deus, eu não faço aquilo que desejo, pois Cristo me comprou. Meu corpo pertence a Ele e tudo o que faço no meu corpo deve estar de acordo com a Vontade de Deus.

Nunca se viu antes em uma sociedade o apelo tão exagerado pela liberdade de se fazer o que bem entender com o nosso corpo, em um mundo de incrédulos já era de se esperar que o homem reclamaria para si a propriedade que deveria ser de Deus.

Mas, para nós que fomos comprados pelo sangue de Jesus (e não há nada mais valioso do que isso) não há a possibilidade de tomarmos o direito que é de Deus.

Quando você compra qualquer coisa, seja um carro, uma casa, um telefone celular, você passa a ter o direito de fazer o que bem entender com aquilo que comprou. Se você quiser simplesmente tacar fogo no seu carro novo você pode.

No entanto, parece que tudo o que transferimos para a esfera espiritual tem a tendência de perder o sentido, contudo Paulo é enfático ao declarar que o nosso corpo e espirito pertencem a Deus.

E, sendo dEle, não temos o direito de fazer o que bem entendemos, mas temos o dever de, em tudo, glorificar o nome do Senhor em nossos corpos. Depois leia o texto completo de 1 Coríntios 6:12-20 para compreender melhor.

Nem tudo me convém, pois nem tudo está de acordo com a Vontade de Deus, nem tudo me convém, pois nem tudo irá glorificar a Deus. Eu e você não somos donos de nossos corpos e em nossos corpos não reinam minhas regras, mas as regras de Deus.