Acredito que você conheça a história de Samuel, sua mãe não podia ter filhos, pois o próprio Senhor havia lhe impedido de tê-los (1 Samuel 1.5) a fim de trabalhar e moldar nela Sua soberana vontade.

Ao ser abençoada por Deus com o nascimento de Samuel, Ana o consagra ao Senhor e o entrega ao serviço no Templo. Aqui percebemos um grande contraste entre a Ana que desejava ter filhos simplesmente para não ser inferior a Penina e a Ana que, ao reconhecer o poder e a grandiosidade de Deus, deseja entregar-lhe Samuel, pois foi o Senhor que havia lhe dado e do Senhor ele pertencia.

Se voltarmos um pouco, no primeiro versículo deste capítulo, veremos que o texto nos indica que havia escassez da Palavra do Senhor em Israel, Deus não se manifestava mais entre o povo em virtude do pecado presente na liderança espiritual de Israel.

Mas, no versículo destacado neste devocional, já presenciamos um cenário completamente diferente. Agora o Senhor se manifestava ao povo e a Sua Palavra passou a estar presente, novamente, em Israel, pois Deus falava com Samuel.

Aprendemos duas coisas com a história de Samuel, a primeira é que as adversidades nem sempre representam a ausência de Deus, Ana achava que o Senhor estava desprezando-a por não lhe dar filhos, mas na realidade Ele estava trabalhando em seu coração.

E a segunda coisa é que, através de nossa abnegação, Deus muda todo cenário. Deus só deu Samuel à Ana quando esta reconheceu que a vontade dEle deveria ser feita e, quando isso aconteceu, o Senhor levanta Samuel para guiar espiritualmente o povo de Israel e a palavra que até então estava ausente passa a estar presente entre o povo.

Hey, há muitas coisas em mim e em você que precisamos entregar a Deus, há muitas coisas que desejamos e não recebemos, pois não as desejamos para glorificar ao Senhor. Às vezes queremos apenas satisfazer algo em nós e nos esquecemos que tudo o que Deus nos concede é para que a Vontade dEle seja feita e para que almas sejam alcançadas pela Sua Palavra.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.