O salmista está angustiado, sua alma está abatida, pois está impedido de peregrinar até o Templo do Senhor (v. 4) e seus inimigos o rodeia e questiona "Onde está o teu Deus?" (v. 3).

Diante da impossibilidade de oferecer sacrifícios ao Senhor e de glorifica-lo junto da multidão e frente aos inimigos que zombam de seu Deus a alma do salmista encontra descanso ao recitar, constantemente, a certeza de que ele ainda louvará ao Senhor.

Os salmos 42 e 43 integram um mesmo cântico e, em tempos como os nossos, nos parece muito familiar. Estamos impedidos de nos ajuntar com nossos irmãos em louvor ao nome do Senhor, os ímpios se levantam bramando "Onde está o seu Deus?" e as incertezas que rondam nossos dias agravam ainda mais a situação.

Diante das incertezas e da angústia de não poder peregrinar até o Templo o salmista roga ao Senhor "Envia a tua luz e a tua verdade, para que me guiem e me levem ao teu santo monte, e aos teus tabernáculos" (Salmo 43:3).

Descanse no Senhor, acalme sua alma na certeza de que Ele ainda permanece no controle de tudo e clame ao Eterno para que, em tempos de escuridão e de fake news, a luz e a verdade de Seu Santo Espírito guie os seus passos.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.