Se Deus quiser

“E aproximou-se dele um leproso que, rogando-lhe, e pondo-se de joelhos diante dele, lhe dizia: Se queres, bem podes limpar-me. E Jesus, movido de grande compaixão, estendeu a mão, e tocou-o, e disse-lhe: Quero, sê limpo” — Marcos 1:40,41

📖 Medite

Não é raro ouvirmos e falarmos a expressão "se Deus quiser" quando estamos planejando algo, ou quando estamos conversando sobre alguma circunstância sobre a qual não temos controle. Dada a naturalidade que falamos tal expressão sequer paramos para refletir acerca da profundidade que é dizer "se Deus quiser".

Ao se ver diante do Filho de Deus, o próprio Criador encarnado, o leproso se curva humildemente diante de Jesus e, quebrantado, declara “se Deus quiser posso ser limpo”.

Entretanto, perceba que, ao contrário do significado que muitos de nós damos para esta expressão, aquele leproso reconhece sua insignificância diante de Deus e se coloca integramente à disposição de sua Soberana Vontade.

Ele já havia perdido tudo, a lepra lhe tirou sua família, seus amigos, sua vida religiosa, seu emprego e sua dignidade, não havia mais nada em suas mãos, havia perdido sua própria identidade e, conhecendo essa realidade, ele percebe que não há outra solução a não ser se entregar nas mãos de Deus.

Ele poderia fazer o que muitos fazem hoje, poderia determinar sua cura, poderia exigir de Jesus a purificação de sua enfermidade, poderia requerer de Deus as bênçãos que ele tinha direito por ser filho de Abraão.

No entanto, ele caminha na direção oposta, ele se humilha diante de Jesus e roga para que a vontade dEle, e não a sua própria, fosse feita. Por ter perdido absolutamente tudo aquele leproso foi capaz de enxergar, sem nenhuma distração, a realidade de que indiferente do que Deus faz ou deixa de fazer, Ele continua sendo Deus.

Quantas vezes não declaramos com nossa boca “se Deus quiser”, mas com nosso coração afirmamos a nossa própria vontade? Apelamos para a vontade divina apresentando uma única alternativa: o desejo de nosso próprio coração.

Ao mesmo tempo que lemos sobre a humildade daquele leproso, também lemos sobre o coração amoroso de Cristo. A resposta de Jesus à humildade daquele pobre homem é tão extraordinária quanto o pedido suplicante que lhe fora feito.

Jesus quebra as leis cerimoniais que impediam qualquer um de tocar num leproso e, poderosamente, coloca sua mão sobre aquele homem. Deus resiste a orgulhosos, mas dá graças aos humildes.

Em sua humildade aquele leproso reconhece que Deus não lhe devia nada, mas pela bondade do Pai ele sai carregando tudo o que desejava.

Assim como ele, eu e você devemos apresentar nossos planos, projetos e necessidades ao Senhor reconhecendo que é Ele e não nós quem tem a última palavra e se Sua resposta for um claro e incisivo "não", Ele não deixa de ser Deus.

🙏🏻 Ore

Pai, oro a ti rogando para que trabalhe em meu coração, ajude-me a reconhecer que não é a minha, mas a tua vontade que deve e será feita. Ajude-me a me humilhar diante de Ti e a reconhecer que teus planos são melhores que os meus, mesmo que aos meus olhos não pareçam. Cumpra em mim teu querer e faça a tua vontade, para que por meio de mim o teu nome seja glorificado e o teu Reino manifesto. Oro, em nome de Jesus, amém.