Davi em sua angústia clama ao Senhor por seu auxílio, roga para que Ele não lhe esconda mais o rosto e se lembre de sua alma.

Muitas vezes nos sentimos como o salmista, esquecidos por Deus, desamparados, angustiados e aflitos. Olhamos para o nosso redor e não encontramos onde ou quem possa nos auxiliar.

No entanto, mesmo em meio às tribulações o salmista Davi confiante declara: "confio na tua benignidade: na tua salvação o meu coração se alegrará" e encerra seu cântico ao Senhor declarando que cantará "ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem" (v. 6).

Diante das provações, da perseguição, dos dias maus, temos apenas dois caminhos a seguir: ou nos rebelamos contra Deus, nos lamentamos e morremos, ou confiamos em Sua Soberana Vontade, descansamos em Suas mãos e, mesmo diante do caos, nos alegramos em sua benignidade.

Embora seja muito mais fácil virar as costas para Deus, acusando-o de tudo, jamais encontraremos a verdadeira alegria e o descanso que nosso coração tanto deseja. Como escreveu Santo Agostinho: "Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti".

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.