Após desobedecer a ordem de Deus para não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, Adão e Eva são amaldiçoados por seu pecado. Adão, agora, passaria a lavrar a terra com dor e suor, e Eva sofreria para dar a luz (Gênesis 3:16-19).

Toda a criação ficou sujeita à maldição do pecado e à separação de seu Criador.

No entanto, ao contemplar a consumação de todas as coisas, o Apóstolo João registra a promessa feita por Deus de que, no novo céu e na nova terra, não haverá mais maldição e a separação que o pecado promoveu será, de uma vez por todas, destruída, pois o próprio Deus estabelecerá Seu trono entre os salvos.

Enquanto a Queda nos aponta para a tentativa frustrada do homem em governar sua própria vontade, o Apocalipse nos apresenta a esperança de que Deus, para todo o sempre, restaurará todas as coisas e alinhará tudo conforme a Sua perfeita e soberana vontade.

Lá ninguém será amaldiçoado, pois estarão para sempre diante da face do Deus eterno.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.