Em um certo dia os fariseus se aproximam de Jesus questionando o fato de que os discípulos comiam sem lavar as mãos.

O questionamento dos fariseus não estava relacionado com a higiene corporal, muitos preceitos de limpeza corporal estabelecidos por Deus no Antigo Testamento sempre vinham junto com um significado de purificação cerimonial.

Em uma época onde o conhecimento sobre bactérias não existia seria muito mais fácil traçar um paralelo entre a higiene e a purificação cerimonial do que explicar como os seres patógenos agem.

Sabendo disso conseguimos entender melhor a resposta de Jesus aos fariseus. Aqueles homens ao questionarem a desobediência dos discípulos à tradição, estavam induzindo que por não lavarem as mãos eles seriam contaminados moralmente.

Jesus, porém, responde afirmando que o homem é contaminado não pela comida que entra em seu corpo, mas sim pelos maus pensamentos e desejos que há em seu coração e são manifestos através de sua boca.

Ele acrescenta afirmando que é do coração que provém os maus pensamentos, os homicídio, os adultérios, as prostituições, os furtos e todos os demais pecados.

Sabendo que aquilo que contamina nossa vida provém de nosso próprio coração mau, devemos não apenas cuidar e filtrar nossos pensamentos e desejos, mas também (e o mais importante) devemos nos entregar completamente ao Senhor Jesus.

Somente Ele é capaz de tratar o nosso coração e purificá-lo de todo mal.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.