O evangelista Mateus registra que, depois da multiplicação dos pães, alguns fariseus e saduceus chegaram até Jesus pedindo um sinal. Mas o objetivo destes homens não era ver um sinal para crer em Jesus, mas para atacá-lo.

Jesus, porém, responde afirmando que eles não teriam nenhum outro sinal a não ser o sinal do profeta Jonas, da mesma maneira que Jonas permaneceu três dias e três noites no ventre da baleia, o Senhor também permaneceria sepultado antes de ressuscitar.

E se lermos a narrativa da ressurreição de Jesus nos quatro evangelhos perceberemos que, o sinal proposto pelo Mestre aos fariseus e saduceus, passou completamente desapercebido, na realidade, eles tentaram negar a todo custo que o Senhor havia ressuscitado.

Não é muito difícil encontrarmos hoje pessoas que pedem sinais para crerem em Cristo, mas a resposta do Mestre continua a mesma. O maior sinal que alguém poderia ter acerca da veracidade do Evangelho é a ressurreição do Senhor.

Porém, infelizmente, quando confrontados com o sinal do profeta Jonas, muitos simplesmente fazem como os fariseus e saduceus, procuram desculpas e argumentos.

Hey, o alerta do Mestre jamais deve ser ignorado por nós, em uma sociedade cada vez mais materialista, corremos o sério risco que querer basear nossa fé em evidências e em sinais, mas o único sinal necessário para nós já nos foi dado: a ressurreição de nosso Senhor.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.