Jó, depois de descrever o conhecimento e a capacidade humana em dominar a natureza e retirar dela os recursos e os tesouros que nela há, questiona onde os homens serão capazes de encontrar a sabedoria (v. 12).

Diante dos caminhos ocultos da sabedoria, que somente Deus conhece (v. 23), Jó entende que se ele deseja recebê-la deve ir à fonte donde provém. Alguns séculos depois o proverbista Salomão declara que o temor ao Senhor é o princípio da sabedoria.

Vivemos em uma sociedade que, corrompida pelo pecado, aproxima-se cada vez mais do mal, embriaga-se com a iniquidade e se afasta do Senhor.

Contudo, somente nEle encontramos o caminho necessário para vivermos conforme a Sua santa vontade, aqui reside a sabedoria: viver de acordo com a vontade do Pai e segui-lo em Seus passos.

Todo aquele que teme ao Senhor se torna sábio, pois seu coração e sua mente compreende que somente nEle há salvação e que para Ele fomos criados. Jó associa o temor ao Senhor com apartar-se do mal, pois quanto mais nos aproximamos dEle, mas nos afastamos da iniquidade.

Se nos limitarmos a viver somente de acordo com o que nossos olhos carnais podem ver, seguindo a correnteza deste mundo, esquecendo do Senhor, nos tornaremos néscios, tolos como um homem que se embriaga no corredor rumo à sua execução.

Deseja ser sábio/sábia? Aparte-se do mal, tema ao Senhor, firme seus pés sobre a Rocha e Ele lhe concederá a sabedoria necessária para viver neste mundo.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.