Ao tratar dos acontecimentos do fim e dos eventos que prenunciariam o fim do mundo, o Senhor Jesus orienta os seus discípulos a desenvolverem a observação ativa de tudo o que ocorre ao seu redor.

Por não saber quando o Mestre retornará o discípulo é orientado a permanecer sempre de prontidão, com os pés calçados e os cintos afivelados. Mas perceba que o Mestre elenca três ações, nenhuma é inferior à outra e nenhuma deve ser priorizada em detrimento da outra.

Olhai: o discípulo deve sempre estar atento aos sinais que o cercam, aos indícios que apontam para o fim.

Vigiai: por não saber quando seu Mestre retornará o discípulo deve estar vigilante, atento, sua atenção deve estar completamente focada em seguir os mandamentos e se apresentar como servo aprovando quando seu Senhor voltar.

Orai: a oração é fundamental enquanto o discípulo espera o seu Senhor, é através dela que suas angústias e seus temores são tratados e é através da oração que seu coração se mantém fixo na eternidade.

Permanecer em alerta requer uma atitude ativa, como disse G. K. Chesterton: "Só uma coisa morta segue a correnteza. Tem que se estar vivo para contrariá-la". Assim como nos dias de Noé, o mundo hoje está seguindo a correnteza, está se entregando aos próprios prazeres.

Hey, se você e eu desejamos ser aprovados pelo Senhor quando Ele voltar devemos estar vigilantes, devemos prosseguir nadando contra a correnteza e, de todo o coração, ansiando e aguardando o triunfo de Cristo sobre todas as coisas.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional