Ao profetizar as palavras do Senhor contra o povo de Judá o profeta Jeremias questiona como o povo poderia afirmar que eram capazes de fazer o bem e a justiça estando imersos no pecado e na iniquidade.

Jeremias apresenta de maneira clara e inequívoca a depravação total do homem, todas as faculdades intelectuais, todos os desejos, todo o ser foi corrompido pelo pecado e mesmo que não seja tão cruel como Adolf Hitler ou Joseph Stalin, ainda assim é totalmente condenável diante de Deus.

Você e eu somos incapazes de por nossas próprias forças fazer o bem, o Apóstolo Paulo em Efésios 2:5 escreve que em nosso estado natural estamos todos mortos em delitos e pecados, em Romanos 3:10-20 declara que não há um justo sequer, não há quem busque a Deus e quem se justifique diante dEle.

Todos pecamos e fomos removidos da presença de Deus, assim como nosso pai Adão nos afastamos do Criador e nos tornamos escravos do pecado. Por mais bela que suas ações sejam ainda assim elas são feitas debaixo da maldição do pecado e, portanto, para Deus são como trapos de imundícia.

Assim como o etíope não pode mudar a cor de sua pele, nem o leopardo pode remover as suas manchas, eu e você não podemos fazer o que é bom diante de Deus sem que Ele primeiro nos regenere por Seu Espírito Santo.

Se desejamos o que é bom, se agimos conforme a justiça de Deus só o fazemos por causa de Sua graça manifesta em Jesus Cristo na Cruz do Calvário. Só o amamos porque Ele nos amou primeiro e só o seguimos porque Ele atraiu nosso coração.

Não há nada em nós que nos faça orgulhar, nossas boas ações e nosso amor por Deus devem nos curvar diante dEle em agradecimento por Sua graça e misericórdia derramada sobre nossas vidas.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.