Ao tratar sobre a preocupação com o futuro o Mestre chama cada um dos seus discípulos para a fé e confiança em Deus, pois assim como Ele veste a flor do campo ele sustentará a cada um de seus filhos.

O que Jesus nos ensina não é que devemos viver uma vida sem nenhum tipo de planejamento, pelo contrário.

Alguns versículos anteriores Ele conta a parábola do rico insensato, suas plantações haviam produzido mais do que ele poderia armazenar e, diante disto, ele deposita seu coração na confiança das riquezas que já estavam garantidas, mas ele não sabia que naquela mesma noite sua alma seria requerida.

A orientação do Mestre é que devemos priorizar os preceitos e valores do Reino (v. 31), devemos colocar o Senhor em primeiro lugar, pois assim estaremos guardando nosso coração de confiar naquilo que não nos tornará ricos diante de Deus (v. 21, 34).

Não somos capazes de alterar as coisas mínimas de nossa vida, quantas pessoas foram pegas de surpresa por conta da pandemia, mesmo tendo planejado todo o ano? Quantos viram seus investimentos financeiros desmoronarem por conta da recessão econômica, mesmo tendo avaliado meses de projeções financeiras?

Enquanto não compreendermos que não há outro lugar seguro neste mundo que não seja o Senhor, não seremos capazes de descansar nEle e confiar que somente Ele tem o controle absoluto de todas as coisas.

Que Deus lhe abençoe e até segunda-feira em mais um #LittleDevocional.