O capítulo doze de Mateus se encerra com uma situação bem interessante, Jesus estava ensinando a multidão e, ao ser informado que sua família estava do lado de fora e desejava falar com Ele, responde que todo aquele que faz a vontade de Deus se torna seu irmão, irmã e mãe.

Não é por acaso que o evangelista Mateus insere este evento, durante todo o capítulo Jesus confronta os fariseus por sua incredulidade, julgavam ser os filhos da promessa feita aos patriarcas, mas seus corações estavam completamente longe da vontade de Deus.

Diante disso Jesus declara que somente aqueles que fazem a vontade do Pai são parte da família de Deus.

Compreenda, no entanto, que Jesus não está tratando de filiação com base nas boas obras. O que o Mestre tem em mente é a resposta do homem e mulher diante de seu chamado.

Conforme escreve o Apóstolo João "A obra de Deus é esta: que creiais naquele que ele enviou" (João 6:29). Não nos tornamos participantes da família de Deus por nossos méritos e capacidades, mas sim pelos méritos de Cristo.

Jesus deixa bem claro para os que lhe ouvia, não há outra forma de se tornar participante do Reino se não houver a aceitação, pela fé, de Suas Palavras.

Enquanto os fariseus se recusavam a aceitá-lo como o Messias prometido, todo aquele que crer nEle recebe de Deus o poder de ser chamado Seu filho.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.