Ao tratar sobre a desobediência do povo de Israel no deserto e a sua destruição, o escritor aos Hebreus alerta os irmãos para que, diante da palavra, não endurecessem o coração. Tiago, após tratar acerca da tentação, nos alerta para a mesma realidade.

Ele não apenas nos chama para abrir o coração a fim de receber a mensagem de Deus, mas nos aponta também os empecilhos que nos impedem de fazê-lo.

Tiago inicia declarando “rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia”, um coração cheio de imundícia, de pecado e de malícia não é capaz de acatar as orientações divinas. Por isso ele chama os irmãos para rejeitar toda imundícia, todo pecado, todo excesso desnecessário de malícia.

Devemos conscientemente domar nosso coração, frear nossos desejos e alinhar nossa mente à vontade de Cristo. Caso contrário nosso coração sempre reagirá de forma contrária à Palavra, sempre enxergaremos as orientações divinas como acusações, o juízo como imoral e a justiça de Deus como injusta.

Hey, rejeite todo pecado, toda iniquidade e receba mansamente a Palavra de Cristo em seu coração, pois somente ela “... pode salvar as vossas almas”.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.