Sempre que falamos sobre ser sal da terra e luz do mundo somos levados à pensar no testemunho cristão como um fim em si mesmo, ou seja, eu dou bom testemunho por este ser o propósito principal.

Mas quando Jesus nos ensina sobre o papel do discípulo no mundo como sal e luz Ele não tem em mente a ideia que devemos ser sal e luz para que as nossas obras sejam aplaudidas e apreciadas pelo mundo.

O Mestre declara que a nossa luz deve resplandecer com o objetivo de apontar para Deus, devemos demonstrar nossas boas obras ao mundo não para que o mundo veja em nós pessoas boas, mas para que veja ao Pai e glorifique ao Seu nome.

Se você segue a Jesus e obedece aos Seus mandamentos com qualquer outra intenção que não seja glorificar a Deus com suas obras você está seguindo pelo caminho errado, pois o objetivo do discipulado cristão não é glorificar o discípulo, mas ao Mestre.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.