O evangelista Lucas nos registra o relato de dois homens, rico e Lázaro, alguns afirmam que não se trata de uma parábola, uma vez que há a citação do nome do pobre, mas outros declaram que sim, se trata de uma parábola. Mas isso, para nós, não é relevante.

Muita gente afirma que acreditará em Deus se este fizer algum grande sinal, se ressuscitar os mortos, se ouvir uma voz bradando nos céus o seu nome, mas o que Abraão declara, e o que Jesus também afirma em Mateus 16:4, é que a palavra revelada é suficiente.

Se não creem na Palavra (Moisés e profetas) não acreditarão em nenhum sinal.

E aqui não estamos tratando apenas dos incrédulos, mas também daqueles que estão, a todo momento, buscando sinais, novas revelações ou profecias, mas se esquece que tudo o que Deus precisava nos revelar já foi deixado na Bíblia Sagrada.

Não são os milagres, os sinais, os mortos ressuscitando que farão as almas crerem em Jesus Cristo, mas sim a fé gerada a partir da pregação da Palavra, pois isso priorize a palavra.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.