Vez ou outra ouvimos alguém recitando o texto do profeta Isaías a fim de animar ao próximo ou de incentivar a cooperação e o auxílio fraterno, contudo, a resposta dos homens diante do agir de Deus não nos serve de incentivo, mas de alerta!

O profeta Isaías inicia o capítulo 41 apresentando o juízo divino sobre a terra, Deus havia levantado um rei poderoso que vinha assolando as nações desde o leste, em juízo o Senhor abateu povos, reis e tribos.

Diante das obras grandiosas operadas pela mão do Senhor as ilhas se esconderam e os confins da terra se abalaram (v. 5) e, frente ao Senhor Todo-Poderoso e ao Seu juízo, os homens se ajuntaram e se esforçaram em seu intento de levantar e estabelecer para si um deus, obra de suas mãos, para que os livrasse.

Isaías nos apresenta um contraste, de um lado os ímpios que criam ídolos para se firmarem diante do juízo do Senhor, e do outro está o povo escolhido por Deus, aqueles a quem Ele clama "Não temas, porque eu sou contigo" (v. 10).

Em tempos de angústia, de provação e de juízo os homens levantam ídolos para si, deuses que acariciam o próprio ego e cega seus corações para a realidade do juízo. Mas a voz do Senhor ecoa em meio às trevas e nos lembra que além dEle não há outro Deus e somente nEle há o verdadeiro auxílio.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.