Talvez nunca compreenderemos o amor de Deus e a extensão de Sua misericórdia. Medite alguns minutos sobre esse amor insondável e profundo que, mesmo enxergando uma humanidade caída e morta, envia Seu próprio Filho para morrer por nós enquanto ainda éramos pecadores (Romanos 5:8).

Enquanto eu e você estávamos mortos em nossos pecados, presos em nossas ofensas, Deus envia Cristo para nos vivificar, para nos comprar para si mesmo.

Nada do que fizéssemos nos tornaria mais agradáveis a Deus, nada do que lhe apresentássemos seria louvável, todos estávamos mortos em nossos pecados e imundos pela nossa iniquidade.

Mas, como escreve o profeta Isaías, Ele tomou sobre si nossas iniquidades, levou a enfermidade do pecado sobre seus ombros e, para nos dar a paz, foi moído por Deus. Não pedimos aos Senhor para que Ele fizesse isso, na realidade, nenhum pecador desejaria que o próprio Deus encarnasse em forma humana.

No entanto, pela graça, o favor imerecido de Deus e o desfavor não cumprido, Ele envia a Cristo e nos fornece a salvação através da fé em Seu Nome. Ele nos comprou, nos vivificou e nos tomou para si.

Hey, medite neste dia sobre a graça maravilhosa de Deus que, mesmo nós sendo inimigos Seus, não hesitou em enviar Jesus para que nós fôssemos feitos amigos.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.